Como fazer uma coisa de cada vez e ir até o final

Se tem um hábito poderoso na vida é fazer uma coisa de cada vez e ir até o final.

Atualmente nós somos influenciadas o tempo todo, de todos os lados, a fazer muita coisa, ser multitarefa.

São muitos estímulos, além de tudo que já é preciso fazer para a vida funcionar… trabalho, casa, crianças…

A nossa cabeça não pára, nem quando a gente não tem o que fazer além de esperar, como numa fila ou no trânsito… a primeira ação é pegar o celular, querendo “relaxar”, e encher a cabeça de informação (inútil, na maioria das vezes).

Um monte de idéias e projetos incríveis ou supostamente interessantes surgem e a gente vai sendo arrastada pela rotina… começa muitas coisas e termina poucas… O tempo voa… a gente vive ocupada, correndo, tentando ser produtiva.

Deixa vários ciclos abertos e vai ficando angustiada, estressada e sobrecarregada, acumulando pendências mentais e tralha pra todo lado.

Isso é um hábito difícil de mudar, mas se você tiver consciência dele, você consegue e pode começar agora.

Como eu aprendi a fazer uma coisa de cada vez

Fazer uma coisa de cada vez e ir até o final, te dá a sensação de missão cumprida. É uma espécie de alívio e recompensa. E isso pode ser sentido em pequenas doses com coisas simples que acumuladas são muita coisa.

Eu vivi duas experiências na minha vida que me deram uma nova perspectiva de tudo, mas sobretudo de como lidar com sobrecarga e necessidade de foco.

como fazer uma coisa de cada vez

A primeira foi quando a minha mãe descobriu que tinha hepatite C e precisou fazer um tratamento bem forte. O resultado foi ótimo e ficou tudo bem, mas sempre tinha aquela dúvida sobre se daria certo…

Eu sempre acompanhava ela no médico, e quando ela perguntava como seria alguma coisa ainda indefinida no tratamento, ele sempre respondia, com carinho:

Uma coisa de cada vez, um dia de cada vez.

Nós ouvimos ele dizer isso muitas vezes e sempre que rolava alguma ansiedade em casa, eu falava pra ela, e pra mim mesma:

Uma coisa de cada vez, um dia de cada vez.

A segunda experiência, foi mais pessoal e bem relacionada com a minha própria rotina.

Dois meses antes de completar 10 anos de casada, do meu primeiro casamento, eu me separei de forma bem violenta.

Foi devastador.

E sabe o que? a vida continua.

As reuniões no trabalho continuam a acontecer, o cliente e o chefe continuam precisando de respostas, as contas precisam ser pagas (agora com apenas um salário), providências precisam ser tomadas.

Toda a vida precisava ser reconstruída, inclusive dentro da minha própria cabeça.

Nesse cenário eu fazia apenas o que fosse realmente importante, que já era muita coisa, e vivia…

Uma tarefa de cada vez, uma hora de cada vez.

Cada decisão precisava ser executada até o fim. Com calma.

De comer e tomar banho a renegociar contratos.

Uma coisa de cada vez, um dia de cada vez.

A verdade é que a minha perspectiva da vida mudou ali e hoje eu sou muito grata por tudo.

->->-> Leia também: Aprenda a economizar dinheiro e o seu tempo precioso

Em momentos de tensão reais da vida, as coisas sem importância saltam aos olhos

Quando você parece ter um mundo de coisas para fazer e o tamanho da tarefa parece grande demais, fazer uma coisa de cada vez e ir até o final pode ser bem assustador.

Mas, tudo pode ser gerenciado.

Algum tempo depois eu entendi como o que eu vivi pode ser reproduzido e aplicado de forma consciente e sistemática.

E esse conhecimento é muito valioso nos dias de hoje, sobretudo para nós mulheres.

como fazer uma coisa de cada vez

Os quatro passos para chegar até o final

Eu sugiro que você siga esses 4 passos para fazer uma coisa de cada vez e ir até o final:

1. Decida o que é realmente importante para você.

No mar de coisas que você tem pra fazer, decida o que realmente importa.

Defina quando você poderá dizer: acabei!

2. Organize o que precisa estar disponível.

O que você pode fazer para facilitar, reduzir ou dividir em pequenas tarefas o que realmente importa?

Pense um pouco e providencie.

Peça ajuda, modifique ou antecipe alguma tarefa, por exemplo.

3. Diga não

Diga não para os outros e até para você mesma.

Você não precisa dar conta de tudo!

4. Faça!

Simplesmente faça o que precisa ser feito e só pare quando você puder dizer: acabei!

Isso pode demorar um tempo e tudo bem.

Siga em frente com calma e no final, comemore!

 

Pense nas suas próprias experiências como aprendizados, porque nada fará mais sentido do que o que a gente viveu.

 

Eu fiz um material que explica, com passos práticos no dia a dia, como acabar com a correria.

Você vai conseguir fazer o que realmente importa com clareza e uma coisa de cada vez.

Baixe ele gratuitamente aqui.

 

bjs

 

 

Oi!
Eu sou a Maíra!
Mostro o caminho rumo ao tal equilíbrio entre nossos papéis na vida…
Como?! Organizo e ensino a organizar o uso de (quase) tudo que mais importa: seu tempo, sua atenção e o seu espaço.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: