Rotina de mãe empreendedora: Caju Casa

A rotina de mãe empreendedora, tem sido o meu assunto preferido e mais trabalhado há, pelo menos, 3 anos (desde quando a minha filha nasceu e eu me me encantei por essa vida <3)

Nessa caminhada eu tenho tido contato com muitas histórias e mulheres inspiradoras e a cada nova descoberta eu ficava me perguntando como eu posso compartilhar e contribuir?!

Para começar, eu achei que uma forma bem legal seria ter uma coluna de bate-papo sobre rotina de mãe empreendedora no Blog da O que Fica. Assim a gente tem uma "desculpa" pra se conhecer melhor e aprende junto. 🙂

Criar e fortalecer a nossa própria rede de apoio é tão importante né?!

A Caju Casa

Foi então que eu vi pela primeira vez os produtos da Caju Casa.

Caju (Na Casa Juntos) foi criada por duas mães, a Bia e a Paula, que decidiram fazer os móveis que elas sentiram que faltavam para reunir a família com beleza, sustentabilidade, funcionalidade e praticidade. As peças da Caju tem um  design inovador e acessível, feito com muito cuidado para as nossas crianças e, mais que isso, para toda a família.

Além de lindos, eles são super práticos e muito duráveis.

rotina de mãe empreendedora
rotina de mãe empreendedora
rotina de mãe empreendedora

Encontros

Eu fiquei apaixonada por todo o conceito da marca, pelos produtos e pela gentileza da Bia e da Paula quando eu perguntei se elas topariam abrir essa coluna no meu blog.

O meu objetivo é saber como elas organizam a rotina delas, quais são as ações e dicas de organização que elas tem pra dar e o que eu poderia sugerir para complementar e agregar.

Eu visitei o ateliê delas, que fica no Horto, no Rio, e nós conversamos bastante sobre organização e empreendedorismo materno. <3

Empatia

A Bia que é publicitária decidiu que precisava mudar de rotina logo que terminou a licença maternidade, após o nascimento do seu primeiro filho. Ao retornar, ela já conversou com o chefe sobre sua saída e começou sua jornada rumo ao negócio próprio.

A Paula, sempre foi autônoma, designer, fotógrafa e diretora de arte, mas ela queria criar uma marca própria e ter um negócio dela… foi quando elas começaram a planejar a Caju.

Eu não tenho sócia e imagino que ter uma parceria como a delas, deve ser muito bom. Tem hora que a gente se sente tão sozinha, seja para chorar ou para comemorar…. rs ter alguém seguindo junto deve ser uma experiência totalmente diferente e muito legal.

O tempo que eu fiquei com elas deu pra sentir a cumplicidade e a empatia que existe ali. Bem lindo e tudo a ver com a vibração da marca. Elas entendem os desafios de cada uma e procuram sempre se apoiar. <3

Local de trabalho e escola das crianças

Tanto a Bia quanto a Paula, consideram que desde quando elas decidiram ter um local próprio (fora de casa) para estruturar o ateliê da Caju a produtividade aumentou muito.

Estar em casa significa ter muitas possibilidades de distrações e dificulta muito a estruturação do trabalho na rotina de mãe empreendedora.

É claro que ter esse local, demanda recursos, que nem sempre estão disponíveis, então, se você pode, ótimo, faça, porque vale muito a pena. Se você não pode (ou não quer), tudo bem, tem muita gente que escolhe trabalhar em casa, porque, não apenas é possível como pode ser bem confortável, mas sim, é preciso um pouco mais de organização.

Eu trabalho muito de casa e já falei sobre isso nesse post: Como eu facilito muito meu dia com rotina matinal e noturna.

E ter as crianças estudando perto de casa?! É fator campeão de mudança de vida! rs

A Bia especialmente reorganizou as escolas das crianças com esse foco e sentiu uma diferença brutal na rotina e na correria geral do dia.

Eu vivi exatamente a mesma coisa por aqui e não tenho palavras para definir o impacto na nossa vida.

Reuniões e aplicativos

Elas instituíram a segunda-feira como o dia de colocar a casa em ordem e de fazer uma reunião para alinhar tarefas e projetos em andamento.

Elas fazem listas que são discutidas e revisadas para serem atualizadas no aplicativo de gestão de tarefas que elas usam. Atualmente elas estão usando o Trello, que está em fase de implantação e parece estar sendo muito útil para o formato de trabalho delas.

É muito importante que reuniões sejam bem objetivas e produtivas, porque elas podem ser um saco sem fundo de discussões pouco produtivas. Tenha sempre uma pauta e controle o tempo de duração do papo. 

Na pauta inclua os itens que ficaram pendentes de solução na reunião anterior. Crie uma sequência de monitoramento para não ficar com ações pendentes perdidas.

Aplicativos são muito úteis e podem fazer toda a diferença no nosso dia-a-dia. O importante é que você decida qual usar, considerando o que você precisa e insista nele até se adaptar.

Eu não vivo sem os meus, uso o Todoist para tarefas e projetos, Google Calendar para agenda e Evernote para tudo.

Os aplicativos bem utilizados ajudam, entre outras coisas, a não viver o tempo todo com a sensação de ter que controlar tudo na cabeça, sem saber qual é o próximo passo, o que precisa ser feito.

Desafios

A Caju está indo muito bem e novas oportunidades e desafios surgem o tempo todo, então a  Paula e a Bia estão atentas e adaptando o sistema e os processos da empresa.

Elas sentem que tem um milhão de coisas para fazer e o mais difícil é definir prioridades com clareza e controle. Separar as ações importantes das urgentes (e reduzir as urgentes) é o grande desafio. Um desafio muito comum, aliás.

No meio de tanta coisa, a tendência é se perder mesmo. Então, a minha sugestão é definir seus objetivos primeiro e então com base neles, identificar quais são as suas prioridades. Fazer isso com atenção já ajuda muito.


Processos do negócio

Nós conversamos muito sobre processos, tarefas e projetos. No início da empresa, elas fizeram alguns esboços dos processos do negócio, mas não revisaram desde então. Está na lista de pendências, porque elas sabem como é importante. 🙂

Processos são a base do nosso negócio, eles são as sequências de ações que precisam acontecer para que o  negócio exista.

Ter os seus processos mapeados, ajuda a ter consistência nas ações do dia a dia, além de dar mais recursos para identificar problemas e fazer melhorias.

Rotina de mãe empreendedora

Ambas tem ajuda de empregada doméstica ou diarista e ainda assim percebem que há um grande peso de gerenciamento da casa que precisa ser coordenado para que tudo funcione corretamente, mesmo com apoio.

As crianças ficam boa parte do dia na escola, mas a gente sabe que ter crianças em casa demanda muita dedicação e tempo.

Como a gente consegue fazer tanta coisa?!

É a pergunta que surge sempre que o papo aparece... Antes de ter as crianças a gente se sentia tão ocupada, né?!

Para tudo se dá um jeito. 🙂

O mais lindo é que a gente se sente tão preenchida. <3

A Bia comentou uma coisa linda sobre isso, ela disse que olhando hoje, parecia que ela estava funcionando no automático antes de ser mãe e só parou para pensar mesmo, depois que o seu primeiro filho nasceu.

É claro que nem todo mundo sente assim, mas eu sinto igualzinho.

rotina de mãe empreendedora


Obrigada queridas pelo papo, foi super legal! 

bjs

Oi!
Eu sou a Maíra!
Mostro o caminho rumo ao tal equilíbrio entre nossos papéis na vida…
Como?! Organizo e ensino a organizar o uso de (quase) tudo que mais importa: seu tempo, sua atenção e o seu espaço.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: