Como aproveitar ao máximo a ceia nas festas de fim de ano | ¿o que fica!

Como aproveitar ao máximo a ceia nas festas de fim de ano

Por aqui, esse natal está sendo muito especial, porque a minha filhinha está percebendo o momento festivo pela primeira vez e nós estamos nos divertindo bastante com nossa árvore e o nosso primeiro presépio. Ele é bem simples, mas ela adora e aponta para os bonequinhos falando: mamãe, papai e neném Jesus. rs Uma fofura! <3

presepio

Vamos falar sobre a ceia?! que delícia… Normalmente fazemos pratos que a gente adora e só come uma vez ao ano, né?! Eu quero te ajudar a planejar para aproveitá-los ao máximo e, mais importante, não desperdiçar nada. Afinal, a comilança é grande e sempre sobra alguma coisa.

Eu conversei com a Joana Adnet, que é nutricionista, minha amiga e parceira no projeto ¿O que Fica na sua cozinha!, e nós temos várias idéias para te dar.

Que tal planejar um cardápio festivo mais tropical e natural?

Eu diria para você questionar um pouco o formato tradicional de ceia e buscar pratos mais naturais e leves. Não precisa abrir mão de tudo, mas, por exemplo, vale pensar em evitar carnes de animais que você só encontra nos freezers dos supermercados ou mesmo aquelas que até existem na natureza, mas foram tratadas com tantos aditivos químicos que viraram alimentos ultra-processados.

No site da Rita Lobo, esse ano tem um especial super interessante só sobre esse assunto. Não deixe de conferir.

Cada família tem a sua tradição… na minha casa, sempre tem salada de bacalhau, algum assado bem gostoso que perfuma a casa. Ah, e muita rabanada, que eu preparo com a minha mãe e já vou comendo, porque nada melhor do que rabanada fresquinha… ai (será?! e quando ela está geladinha no café da manhã, quem resiste?! rs)

Comi uma rabanada, um dia desses, recheada com Nutella. Para quem gosta de variar, vale muito a pena experimentar.

Cuidados e acondicionamento correto dos pratos

O natal, por ser inspirado em uma tradição nórdica, traz em sua ceia e decorações itens que não se enquadram no nosso clima e estilo de vida tropicais. Os pratos são típicos de locais de frio, como frutas oleaginosas, frutas secas (que eram os alimentos com maior vida de prateleira, ideais para serem estocados durante o inverno, no passado), carnes de caças ou de peixes de águas frias, doces regados com bebidas alcoólicas, etc.

Eu nunca entendi porque a gente decora tudo com neve e temas de inverno se no natal faz um calor danado rs. E, sinceramente, eu acho que isso causa uma certa confusão no pessoal que inclusive acaba não refrigerando adequadamente alguma coisa. #quemnunca

Muito cuidado para não estragar. É bom definir quem vai guardar… Eu já passei por experiência desastrosa, simplesmente porque um achou que o outro ia guardar e uma peça de cordeiro assado maravilhoso foi inteiramente perdido. É o calor, gente! to falando que a gente esquece que faz um baita calorão.

Sugestões de reaproveitamento: Congele tudo ou quase tudo

Ninguém precisa comer a mesma coisa várias vezes, por mais gostoso que seja, perde a graça.

As carnes podem ser congeladas e descongeladas tranquilamente, pois não terão seu sabor e consistência alterados. Pode-se até pensar também em adaptar e transformar em outros pratos, como por exemplo desfiar as aves e transformar em arroz de forno ou salpicão. O presunto pode virar recheio de sanduíches maravilhosos e as frutas (se sobrarem muitas), podem virar uma bela geléia, especialmente as frutas vermelhas, como cerejas e ameixas.

No caso das aves, convém desfiar com garfo antes e congelar para facilitar o descongelamento. O presunto também deve ser congelado fatiado, podendo ser descongelado fatia a fatia, evitando desperdício.

Já o bacalhau é um pouco mais complicado de ser congelado. Se tem um prato que deve ser consumido mais rápido, é ele. Então pode deixar na geladeira e comer no almoço do dia seguinte, com uma bela salada verde pra refrescar.

Eu acho uma de-lí-cia desfrutar de um prato especial e festivo no jantar algumas semanas depois.

As rabanadas então, nem se fala… essas que a gente faz aqui em casa não tem nada de light, são bem docinhas e fritas… eu congelo um monte e vivo momentos de extrema alegria, ao longo de algumas semanas… a verdade é que acaba mais rápido do que eu gostaria. rs

Ótimas Festas e um ano lindo para todos nós!

Vamos aproveitar bastante esse período. Afinal, o que importa que são os momentos felizes que passamos com nossos amigos e familiares… A melhor parte dessa época do ano é que todo mundo quer se ver e comemorar a renovação da vida juntos, sempre compartilhando de uma mesa linda e repleta de coisas gostosas!

bjs

Maíra Lewin

 

Oi!
Eu sou a Maíra!
Mostro o caminho rumo ao tal equilíbrio entre nossos papéis na vida…
Como?! Organizo e ensino a organizar o uso de (quase) tudo que mais importa: seu tempo, sua atenção e o seu espaço.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: