Empreendedora e mãe? Como organizar a rotina sem empregada

Assista à Live desse post

Se tem um assunto que sempre surge quando eu falo sobre equilíbrio entre rotina doméstica e empreendedora, principalmente entre mães é: Como conseguir sem ajuda de uma empregada doméstica?

A verdade é que está muito caro bancar esse tipo de ajuda e ela nem sempre resolve de verdade a exaustão e sobrecarga de trabalho, sobretudo, das mulheres que trabalham em casa.

Sempre que o assunto surge eu recebo muitas mensagens e comentários perguntando: Como?!?! Afinal com ela já é difícil… Imagina sem ela?!

Por isso, nesse post eu vou falar como organizar a rotina sem empregada, que é exatamente como eu vivo muito bem. 😊

Rotina sem empregada

Não tem mágica. Na verdade, é um sistema simples, mas estruturado.

Para te dar um panorama desse sistema, eu vou fazer uma série de cinco posts semanais.

Esse é o primeiro e fala sobre Rotina. Os próximos serão: Limpeza, Comida, Lavanderia e Concentração.

Nessa série, eu vou sugerir soluções para as principais dificuldades de quem não sabe como organizar as tarefas da casa sem a ajuda de uma empregada doméstica ou acha que não dá para ter conforto e uma vida tranquila sem ela.

A “necessidade” de ter essa figura na família é cultural e se você acha que não dá, eu te garanto que DÁ SIM!

Cuidar de uma casa não precisa ser um trabalho exaustivo. Tudo na vida é escolha. Você e a sua família podem escolher fazer diferente.

Se não contratar uma empregada for uma necessidade ou desejo seu, isso pode significar economia financeira, de energia e muito mais tranquilidade do que você imagina.

Empreendendo e trabalhando em casa

Contratar uma empregada doméstica é um hábito muito comum no Brasil, mas tem sido cada vez mais caro e complicado poder contar com essa ajuda.

O que eu vejo muito é que se a mulher decide empreender, o que tem sido muito comum, por opção ou demissão sobretudo após a maternidade, a tendência é começar trabalhando home office.

E então, por achar desnecessária ou por necessidade de corte de gastos, a família dispensa a empregada sem repensar (de verdade) a rotina da casa.

(Eu não quero entrar na discussão sobre o papel da mulher na família e na sociedade, todas nós conhecemos ele e isso é papo para outro post.)

Sem saber muito bem como lidar com tudo que precisa ser feito, e diante da enorme mudança de rotina, as coisas ficam muito complicadas. A rotina doméstica pode virar uma “areia movediça” impedindo essa mulher de avançar no seu negócio e nos seus projetos, além de causar todo tipo de desgaste.

Quando tem criança envolvida então, nem se fala… pode ser complicado a ponto de levar uma pessoa à exaustão e à depressão. A pressão é enorme.

É muito importante lembrar que trabalhar em casa é TRABALHAR em casa.

Veja também: Como organizar o tempo: equilibrando trabalho, casa e filha

A única diferença de quem trabalha fora de casa é a mudança de ambiente e companhia. De resto, é trabalho igual. Trabalhar em casa não significar ter mais tempo para cuidar da casa.

Junto com isso vem duas ideias muito importantes para repensar (de verdade) a rotina de uma casa sem empregada.

1. Divida responsabilidades

O controle e o monitoramento fica para o responsável e só assim as tarefas são realmente divididas. Claro que a gente se ajuda, mas se a tarefa foi delegada ela deve ser responsabilidade de quem assumiu ela e você não vai ficar com a mente sobrecarregada.

Nesse caso, você pode considerar uma diarista. Mesmo que quinzenal ou mensal, se você souber otimizar o trabalho dela, será uma ajuda inestimável.

Eu falei mais sobre isso no post Como organizar a divisão das tarefas em casa.

2. Reduza, facilite e elimine

Esse deve ser um mantra pra você e para a sua família. Tudo pode ser feito de uma maneira mais simples e mais rápida e muita coisa pode ser eliminada.

Nessa série, nós vamos falar especificamente sobre os principais grupos de tarefas da casa, mas mantenha em mente e pergunte-se sempre: O que nós podemos reduzir, facilitar ou eliminar?

Seja tarefas, objetos, hábitos e o que mais vocês puderem.

Vai ser necessário abrir mão de algumas coisas e tudo bem… sem isso muito claro, a mudança para melhor será muito difícil.

E será que dá certo mesmo?

Eu sou um bom exemplo. Vivo muito bem sem empregada e atualmente, não tenho nem diarista. A minha diarista, que era quinzenal, deixou de trabalhar conosco e eu decidi experimentar não procurar outra.

Eu já tive e não digo que não voltarei a ter essa ajuda, sobretudo da diarista, porque esporadicamente, ela faz sentido pra mim, mas atualmente está indo tudo super bem.

Fazemos tudo que precisa ser feito, eu, meu marido e a filha de 4 anos, que está aprendendo que a casa é de todos nós e ela também precisa contribuir.

Você ta pensando que eu sou especialmente organizada e só por isso dá certo?

A organização faz toda a diferença… mas eu também sou mãe, empreendedora, trabalho em casa e vivo todos os desafios dessa rotina… Tenho muitas respostas e soluções, mas a vida é um desafio pra todas nós. #tamojunto

Sim, eu sou muito mais organizada que a maioria das pessoas e isso faz toda diferença, mas a minha organização é o que funciona para mim e para a minha família, nada parecido com uma casa impecável.

O que pode ser feito por qualquer um.

A casa é bem viva e movimentada e isso é ótimo, né?!

Eu sei que dar conta de tudo que eu faço no meu dia, sem ficar exausta e sobrecarregada, é uma habilidade.

E justamente por ser uma habilidade, pode ser desenvolvida. Por isso, sigo nessa jornada compartilhando esse conteúdo e criei o Equilibre-se.

Como organizar a rotina sem empregada

Rotina sem empregada

Vamos começar pela rotina porque todo o resto funciona muito mais fácil se você entende como organizar a rotina.

Sobretudo no nosso caso, de mães empreendedoras, observe tudo que você faz no seu dia e veja que você pode dividir as tarefas em dois tipos:

Tarefas de rotina doméstica

Tarefas de cuidado com a casa, que acontecem com alguma recorrência, (diária, semanal, quinzenal, mensal, etc). Por exemplo: fazer o almoço, levar as crianças para a escola, lavar roupa, jogar o lixo fora, arrumar a casa, etc.

Tarefas pontuais

Ações que você realiza uma vez com um objetivo específico. Por exemplo: fazer uma ligação, consertar alguma coisa, estar em um compromisso, etc.

Eu vou deixar dentro desse grupo as tarefas de rotina de trabalho. Nós não vamos falar sobre isso nessa série, mas se você quiser saber um pouco mais sobre isso, veja esse post; Muita coisa pra fazer no trabalho?! Organize seus processos

O nosso foco hoje são as tarefas de rotina doméstica, essas que se repetem e que normalmente, são responsabilidade da empregada. Ok?

Vamos fazer uma espécie de planejamento, que vai ser complementado pelo que eu vou te ensinar nos próximos posts da série.

O resultado dessa organização é uma semana muito mais planejada, com a rotina mais clara e descrita em um quadro semanal.

Siga esses passos:

Pense nos seus dias

Separando por dia da semana, escreva tudo que é feito na casa, por você e quem mais estiver envolvido.

Isso vai te ajudar a lembrar dos compromissos e eventos da rotina.

Pode repetir, se for assim que acontece normalmente, porque assim você visualizar o que poderia ser feito uma única vez e está repetido por desorganização.

Deveria, mas não é feito

Pense naquelas tarefas que acabam não sendo feitas ou que são feitas na correria, porque nunca dá tempo ou porque ninguém quer fazer. Escreva elas onde você acha que elas deveriam acontecer.

Defina periodicidade

Faça um quadro de periodicidade, considere diária, semanal, quinzenal e mensal e coloque as tarefas dentro das periodicidade que você quer que elas aconteçam.

Crie a sua semana

Com as tarefas organizadas por periodicidade, volte para a semana, agora em branco, e coloque cada tarefa apenas onde ela deve estar.

Sem repetições desnecessárias. Por exemplo, lavar roupas às teças.

Se você tem diarista, considere o que será feito por ela, indicando no dia em que ela virá.

Indique as tarefas quinzenais no final do dia e as mensais fora da semana indicando o dia do mês que devem acontecer.

Por exemplo: compras de secos, uma vez ao mês (dia 10). Compras de frescos, uma vez por semana (aos sábados), lavar roupa uma vez por semana (terças), organizar uniformes e mochila, (todo dia à noite).

Divida as tarefas

Para dividir as tarefas você pode escolher um cor para cada pessoa e escrever a tarefa com a cor do responsável. (não esqueça de fazer uma legenda abaixo).

E para as crianças, você pode fazer uma tabelinha com desenhos que indiquem a tarefa e o momento do dia que precisam ser feitos.

Te sugiro incluir como tarefa diária, antes de ir dormir passar uma geral pela casa, recolhendo e guardando objetos espalhados. Envolva todo mundo nessa tarefa. Isso dá muita tranquilidade para as manhãs, normalmente corridas.

Comunicação e consistência

Enquanto você estiver fazendo essa organização, pergunte-se sempre: o que eu posso reduzir, facilitar ou eliminar?

Comunique todo mundo, “envolva os envolvidos” de verdade. Peça e aceite sugestões e contribuições. Deixe visível para você e todo mundo cumprir.

Cumprir é o maior desafio.

Inicialmente será um esforço. Com certeza vai precisar de ajustes e é assim mesmo.

Se vocês (você, principalmente) quiserem, vai dar certo, vai virar hábito e se tornar natural.

Acabe com a correria

Se tem uma coisa que desagasta MUITO é correria todo dia.

Esse planejamento que você vai fazer já traz previsibilidade e organização para ajudar muito nisso.

De qualquer forma, veja esse material que eu escrevi e explica como acabar com a correria de forma bem prática e objetiva.

Você pode ele baixar grátis aqui.

E como bônus, tem um checklist de organização do espaço das crianças (inclusive dos brinquedos).

Te vejo nos próximos posts da série, quando eu vou te falar como organizar, reduzir, facilitar e eliminar os principais itens que você organizou na sua rotina.

bjs

Obs.: A Helena Alkhas, minha professora e mentora, lançou recentemente o livro “Vivendo sem empregada” e tem sido um super sucesso de vendas. Ela vive nos EUA há muitos anos e transformou a rotina dela no Brasil construída com a ajuda da empregada, em outra totalmente independente nos EUA. É bem interessante e pode te ajudar, se você quiser aprofundar nesse assunto. Você pode saber mais sobre ele aqui.

Oi!
Eu sou a Maíra!
Mostro o caminho rumo ao tal equilíbrio entre nossos papéis na vida…
Como?! Organizo e ensino a organizar o uso de (quase) tudo que mais importa: seu tempo, sua atenção e o seu espaço.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: